Suco de laranja dispara em NY com frio na Flórida

Os preços do suco de laranja concentrado e congelado dispararam ontem na Bolsa de Nova York por causa da queda de temperatura na Flórida, segunda maior região produtora de citros do mundo.

O contrato janeiro disparou 6,48%, para 184,75 centavos de dólar por libra-peso e o março - mais negociado-avançou 2,86%, para 178,05 centavos de dólar por libra-peso. De acordo com a Florida Citrus Mutual, a geada da madrugada de ontem causou danos como o desfolhamento das árvores, mas o estrago não foi generalizado. De uma forma geral, os pomares estão em bom estado, disse a entidade, que reúne os produtores locais. Apesar disso, os preços dispararam porque durante o inverno nos EUA os participantes do mercado ficam mais sensíveis a qualquer notícia sobre potenciais danos à produção de laranja.


Ainda em Nova York, as cotações do café e do açúcar devolveram uma pequena parte dos fortes ganhos da véspera diante da alta do dólar.


Ambos os mercados reagiram à volta do nervosismo dos investidores no mercado financeiro internacional, por causa da crise na Europa. O contrato março do grão recuou 0,22%, para 226,70 centavos de dólar por libra-peso e o do açúcar perdeu 0,37%, a 24,42 centavos.


Na bolsa de Chicago, os preços dos GRÃOS oscilaram entre altas e baixas, influenciados de um lado pelo ambiente de maior aversão ao risco e, de outro, pela estiagem na Argentina e no Sul do Brasil, que podem prejudicar principalmente as lavouras de milho e soja. O milho ficou estável e a soja ganhou 0,20%.

 
 
Autor: Ana Conceição - O Estado de S. Paulo
Crédito: 05/01/2012  
  
 
 
 
 


Voltar