O Departamento de Agricultura do Texas e a USDA confirmaram a detecção de Greening (HLB) no Estado.

AUSTIN - O Departamento de Agricultura  do Texas (TDA), a  USDA e o Serviço de Inspeção de Saúde (APHIS) confirmaram a primeira detecção de greening dos citros no Texas, uma doença destrutiva que representa uma ameaça para a indústria de citros do estado. A doença foi descoberta em um laranjal comercial em San Juan.

A doença não representa absolutamente nenhuma ameaça para a saúde humana, pois afeta somente a árvore. Embora não haja motivo para alarme do consumidor, a doença tem causado graves prejuízos econômicos para a indústria de citros da Flórida, África, Ásia e América do Sul. Os citricultores serão convidados a cumprir as medidas de quarentena para proteger as árvores cítricas no Texas.


"Conhecendo outros estados e países os quais têm lidado com greening dos citrus durante anos, já estavamos preparados e treinados para essa possibilidade", disse o Comissário da Agricultura Todd Staples. "O Departamento de Agricultura do Texas e do USDA estão implementando as precauções de emergência para mitigar a propagação, e também tomando as medidas imediatas  para proteger a nossa indústria de citros. É importante lembrar que as laranjas e grapefruit produzidos no Texas são seguros para consumo. "


O Comissário Staples ordenou emergência de quarentena temporária no condado de Hidalgo. As plantas que podem hospedar a doença e estão dentro de um raio de oito kilometros da planta infectada não podem ser transferidas fora da área de quarentena. Frutas citricas colhidas na área de quarentena devem estar livre de folhas e detritos antes da seu transporte fora da área.

As autoridades estaduais e federais estão realizando um levantamento exaustivo da região para identificar a extensão da propagação da doença e seu potencial. Em 20 de janeiro, a TDA vai estabelecer uma zona de quarentena de emergência revisados com base nas conclusões da pesquisa.

O greening dos citros é uma doença bacteriana que ataca o sistema vascular das plantas. Uma vez infectado, não há cura para uma árvore doente. Nas áreas ao redor do mundo onde o greening é endêmico, as plantas citricas declinam e morrem dentro de poucos anos. As espécies conhecidas que hospedam a doença incluem; grapefruit, laranja, limão, tangerina e murta (Murraia paniculata)


O inseto chamado psilídeo dos citrus transmite a bactéria que causa os sintomas de greening. Em junho de 1998, um psilídeo infectado com a bacteria do greening foi encontrado pela primeira vez nos Estados Unidos, na Flórida. O greening está agora confirmado na Flórida, Georgia, Louisiana, Carolina do Sul e Texas.


"A indústria dos citros tem estado focada preparando-se para o dia em que isto ia acontecer até quando recebemos a confirmação de que tinhamos o greening", disse o presindente da Texas Citrus Mutual Ray Prewett. "Nós já começamos a implementar planos de ação para o combate à doença. Durante os últimos dois anos, os produtores têm participado ativamente de um esforço coordenado de controle do psilidio em toda a área, e como resultado, os níveis atuais populacionais do psilídeo em pomares comerciais são os mais baixos em muitos anos. "


Os sintomas da doença do greening são semelhantes às plantas com deficiências, incluindo fluxos amarelados, galhos com dieback (seca), declínio das árvores e redução do tamanho dos frutos e sua qualidade. As folhas mais velhas desenvolvem um sintoma característico, ou manchas com descoloração. O fruto cai antes do amadurecimento.


O Texas ocupa a terceira posição na produção de laranja, com cerca de 28.295 hectares comerciais no Vale do Rio Grande. Os principais condados produtores de citros são Cameron, Hidalgo e Willacy.


"Com um impacto economico em todo o estado de mais de US $ 140 milhões, a nossa citricultura é uma parte vital da economia agrícola do Texas e do Vale do Rio Grande", disse o Comissário Staples. "A TDA irá trabalhar agressivamente com a USDA e com os nossos parceiros para proteger nossa indústria citricola."


"A citricultura do Texas está encorajada pela rapida resposta e pelo comprometimento de nosso estado e parceiros da agência federal", disse Prewett. "Juntos, estamos dedicando recursos significativos para conter esta desafiadora doença. Enquanto isso, a indústria de citrus do Estado continua aberta para o negócios, com frutas excelentes e prontamente disponíveis. "


Autor: por Tacy - http://southeastagnet.com, Crédito: 18 de janeiro de 2012  
 

 

 

 Tradução por Eng. Agr. Gilberto Tozatti - GCONCI 

 

 

 

 


 


Voltar