Exportações do agronegócio paulista atingem U$ 2,58 bilhões no primeiro bimestre

 

As exportações do agronegócio paulista atingiram US$2,58 bilhões no primeiro bimestre, mantendo-se assim mesmo valor de janeiro-fevereiro do ano passado, de acordo com análise do Instituto de Economia Agrícola (IEA-APTA) vinculado à Secretaria de Agricultura e Abastecimento. Como as importações aumentaram 12,7%, para US$1,69 bilhão, o resultado foi redução de 17,6% no saldo comercial do setor, para US$890 milhões.

 

As importações paulistas nos demais setores (ou seja, excluindo o agronegócio) somaram US$10,75 bilhões para exportações de US$5,20 bilhões, gerando déficit externo desse agregado de US$ 5,55 bilhões. "O déficit do comércio exterior paulista só não foi maior devido ao desempenho dos agronegócios estaduais, cujos saldos ainda se mantiveram positivos mesmo que decrescentes", concluem os pesquisadores do IEA, José Roberto Vicente e José Sidnei Gonçalves.


 
A participação das exportações do agronegócio paulista no total das vendas externas do Estado recuou 1,5 pontos percentuais no primeiro bimestre, de acordo com a análise do IEA. Já a participação das importações aumentou 0,4 pontos percentuais, quando comparado com o mesmo período de 2011.

 

Brasil

 

O superávit do agronegócio brasileiro no primeiro bimestre foi de US$7,58 bilhões (acréscimo de 14,5% frente ao do mesmo período do ano passado), fruto de exportações crescentes (mais 12,4%, para US$ 12,36 bilhões) e importações de US$ 4,78 bilhões (acréscimo de 9,1%). "Portanto, o desempenho dos agronegócios sustentou a balança comercial brasileira, uma vez que os demais setores, com exportações de US$ 21,81 bilhões e importações de US$ 28,97 bilhões, produziram no período um déficit de US$ 7,16 bilhões", observam os pesquisadores do IEA. As exportações do agronegócio paulista representaram 20,9% das vendas externas do setor no Brasil, ou seja, 2,6 pontos percentuais a menos que no mesmo período em 2011.

 

Já as importações representaram 35,4%, ou seja, 1,2 pontos percentuais superiores ao verificado no ano passado.
 

 
Fonte: Secretaria de Agricultura do Estado de São Paulo
 


Voltar