Bahia exporta primeira carga de laranja in natura para a Holanda

 O município de Entre Rios exportou na última terça-feira, 25 de junho, a primeira carga de laranja in natura para a comunidade europeia, após a Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab), órgão vinculado à Secretaria da Agricultura, emitir o certificado fitossanitário para exportação. Para a liberação da carga com 12 toneladas do fruto, a Fazenda Gavião precisou se adequar aos serviços de atenção fitossanitária e às exigências nacionais e internacionais na comercialização e exportação de produtos.

 
Desde 2012 a Fazenda Gavião lançou-se ao comércio internacional, exportando frutos de mesa (laranja), entretanto, a atividade foi interrompida por conta do desaquecimento da oferta (final da safra) e por detectar a Mancha Preta dos Citros (MPC) no Estado da Bahia, praga que foi observada em maio de 2012 por fiscais agropecuários estaduais da Adab. “Para a retomada das transações comerciais, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa/ SFA/ BA) e a Seagri, por intermédio do seu órgão de Defesa Agropecuária, a Adab, tomaram medidas para resolver o problema”, explicou o secretário de agricultura e engenheiro agrônomo, Eduardo Salles.
 
Para conseguir exportar laranja in natura para Europa (Holanda), um dos mais exigentes mercados consumidores, o produtor precisou seguir um protocolo de requisitos que dizem respeito não só a qualidade alimentar, mas também à fitossanidade de produtos e procedimentos utilizados nos processos de produção. “A Fazenda Gavião vem atendendo rigorosamente todas as orientações, recomendações e exigências até conseguir exportar novamente a laranja (in natura). Por isso, o resultado é um reconhecimento à dedicação empenhada nas ações de defesa fitossanitária durante todos esses anos. Hoje é com muito orgulho que afirmo ser a primeira Fazenda com SMR a exportar laranja in natura do Estado”, declarou o representante da Fazenda Gavião, José Carlos.

 
Fonte: Seagri-BA

Voltar