Homenagem - Hall da Fama da Citricultura Brasileira - Eduardo Sanches Stuchi

 

Hall da Fama da Citricultura Brasileira 2021

O Engenheiro Agrônomo Eduardo Sanches Stuchi é homenageado com premiação do GCONCI

Há 24 anos o GCONCI homenageia anualmente uma personalidade do segmento citrícola por seus esforços na busca da sustentabilidade da citricultura brasileira. Esta premiação é concedida àqueles que se destacam pelos relevantes serviços prestados durante sua vida ao fortalecimento do agronegócio. Com esta premiação, o homenageado integra o seleto grupo do Hall da Fama da Citricultura Brasileira.

A premiação Hall da Fama 2021 acontecerá mais uma vez durante a Expocitros e Semana da Citricultura, as quais chegam, respectivamente, em suas 46ª e 42ª edições. Realizado pelo Centro de Citricultura Sylvio Moreira-IAC, o evento neste ano acontece de 26 a 29 de julho no formato digital, quando o Engenheiro Agrônomo Eduardo Sanches Stuchi receberá a outorga máxima do GCONCI.

Atualmente pesquisador A da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa Mandioca e Fruticultura) e diretor científico da Estação Experimental de Citricultura de Bebedouro (EECB), Eduardo Sanches Stuchi possui graduação em Agronomia pela Universidade de São Paulo (1985), especialização e Master em Citricultura pela Universidade Politécnica de Valência, na Espanha (1993), mestrado (1996) e doutorado (1999) em Agronomia - Produção Vegetal pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp - Campus de Jaboticabal). O Engenheiro Agrônomo tem vasta experiência na área de Agronomia, com ênfase em citricultura, atuando principalmente na seleção de cultivares de copas e de porta-enxertos, manejo e tratos culturais.

Com diversos estudos publicados no Brasil e em publicações de outros países, Eduardo também atua como assessor ad hoc para a Fundação de Amparo à Pesquisa de São Paulo (Fapesp) e para o CNPq, assim como é membro da Sociedade Brasileira de Fruticultura, da qual foi secretário no período de 1999 a 2002, participa da Comissão Municipal de Geografia e Estatística (município de Bebedouro-SP) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). É membro da Câmara de Assessoramento da Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal (FAPDF) desde de setembro de 2008, e coloca toda a sua experiência acumula no Campo Avançado de Citros, na Estação Experimental de Citricultura de Bebedouro, da qual é Diretor Científico desde de 2003.

Por sua extrema competência no auxílio ao desenvolvimento da citricultura, Eduardo Sanches Stuchi agora passa a fazer parte do privilegiado conjunto de profissionais que compõem o Hall da Fama da Citricultura Brasileira do GCONCI.


Voltar